domingo, 26 de março de 2017

A garota que eu queria ser

 

 

A garota que  eu queria ser,  não era a que estava sentada em frente ao espelho, de olhos marejados e cabelo despenteado.
A garota que eu queria ser estava em um mundo paralelo, a garota de traços considerados perfeitos que aparecia na timeline do meu Instagram.

A garota que eu queria ser era considerada o padrão da sociedade.
Nas brincadeiras entre amigos, eu nunca era considerada a mais bonita.
Aquela brincadeira com fundo de verdade, que causava pequenas feridas no meu coração.
Que atormentavam a minha mente.
Minha consciência me culpava. Porque eu não conseguia ser aquela agora? Será porque meu tamanho 40 não permitia? Porque o meu formato de nariz não se encaixava?
Realmente, eu me sentia culpada.
A culpa era minha por não ter nascido assim. Porém eu poderia me tornar aquela agora.
Dietas, cirurgias, químicas, e um falso sorriso.
A garota que eu queria ser estava começando a nascer. A garota que eu queria ser estava no meu papel de parede como motivação. Eu já não tinha mais sonhos. Os meus sonhos já era o de ser outra pessoa.

Agora estou aqui.
A garota do presente, chorando pela garota perdida no passado e lamentando pela garota do futuro.
A garota que eu queria ser era apenas um marketing. A garota que eu queria ser exibia assim como eu, um sorriso falso todos os dias. A garota que eu queria ser talvez tenha sido eu no passado.
A garota que eu queria ser agora estava mudando. Está se transformando no novo padrão que a sociedade inventou.
Porque isso? Me perguntava chorando. Em prantos. Não foi apenas minha aparência que eu violei, não foi apenas meu corpo ou minha vida, personalidade. Quem sofre mais com isso é minha mente.
É como se eu fosse outra pessoa, com os mesmos pensamentos, de uma garota incompetente.
A garota que eu queria ser agora já mudou e estranhamente me sinto obrigada a mudar de novo. Escrava da sociedade. Escrava de mim mesma.
A garota que eu queria ser eu me tornei. A mais bonita e um modelo para outras. Mas, mal sabem que a garota que mora dentro de mim, sofreu suicídio por ela mesma. Há muito tempo atrás.



A garota que eu queria ser, mostra apenas um pouco do que muitas garotas passam pelo mundo a fora.
A necessidade de mudar sua aparência e o seu jeito de ser por causa de um padrão desnecessário que apenas serve para deixar baixa, a auto estima de muitas garotas lindas. Eu, você, e todos nós temos uma beleza única que nunca deve ser questionada.Toda vez que se perguntar, pensar sobre isso, lembre-se:
 Você é maravilhosa(o), não deixe o mundo mudar sua personalidade ou muito menos sua mente em relação a você <3

Ame a si mesmo.




2 comentários:

  1. Nossa que texto lindo! É sempre bom paramos pra pensar se estamos sendo quem realmente somos ou se estamos tentando seguir um padrão da sociedade, vivendo com um sorriso amarelo
    https://trendemdestaque.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, e essa influência é muito forte, o tempo todo estamos nos comparando ou fingindo quem não somos o tempo todo :( o importante é focar na sua própria essência e descobrir o tão único que cada um é <3

      Excluir

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...